Fort of Carapacho

Santa Cruz da Graciosa, Autonomous Region of Azores - Portugal

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (1)

Images (1)

O “Forte do Carapacho” localizava-se no lugar do Carapacho, na freguesia da Luz, concelho de Santa Cruz da Graciosa, costa sul da ilha Graciosa, na Região Autónoma dos Açores, em Portugal.

Constituiu-se em uma fortificação destinada à defesa do porto do Carapacho contra os ataques de piratas e corsários, outrora frequentes nesta região do oceano Atlântico.

História

Encontra-se referido por FRUTUOSO (2005), ao final do século XVI, na sua descrição da Graciosa:

“Desta furna, que está a leste [Furna do Enxofre], a um tiro de bombarda pera a parte do sul, correndo pela costa, está um porto chamado Carapacho, que não serve de mais que de batéis de pescar, que, por ser de pedra, não entram nele senão com maré cheia, e fora, no mar, tem um limpo, onde poderão ancorar quarenta velas. Tem este porto uma fortaleza com três peças de artilharia, que bastam pera tolher o encoradouro aos imigos, que, pera entrarem, por si se defende, por ser tudo pedra brava; e assi tem os caminhos cortados, sem mais serventia que per onde vai uma pessoa buscar ao mar qualquer coisa.”

No contexto da Guerra da Sucessão Espanhola (1702-1714) encontra-se referido pelo marechal Castelo Branco na relação "Fortificações nos Açores existentes em 1710" como "O Reduto do Carapacho.". (Op. cit., p. 180)

A "Relação" do marechal de campo Júlio José Fernandes Basto, 1.º barão de Basto, comandante da 10.ª Divisão Militar (Açores), em 1862 assinala que "Tem uma caza arruinada." e indica que se encontra entre os fortes na ilha "Incapazes desde muitos annos." (Op. cit., p. 269)

Encontra-se relacionado no "Catálogo provisório" em 1884, que referiu: "Ao Sul da ilha a 9 Kilometros aproximadamente da Villa da Praia, na freguesia de Nossa Senhora da Luz. Está arruinadissimo e sem valor nem para renda nem para venda." (PEGO, 1997:264) O mesmo autor descreve-o no "Tombo" de 1887. (PEGO, 1998:261-267)

A estrutura não chegou até aos nossos dias.

Características

Exemplar de arquitetura militar, abaluartado.

O "Tombo" em 1887 refere que fora erguido em pedra de basalto grosso, sem aparelho e nem argamassa, com uma área de 210 m². Apresentava planta trapezoidal, em cuja muralha voltada ao mar, com 24 metros de comprimento, ter-se-iam rasgado 3 canhoneiras. Em seu interior erguia-se casa para a guarnição, da qual apenas restavam, à época, as ruínas das paredes.

Related bibliography 


 Print the Related bibliography



Related links 

Fortificação - Ilha Graciosa
Página do Instituto Histórico da Ilha Terceira (IHIT) com a bibliografia publicada no Boletim daquela instituição sobre as fortificações da ilha Graciosa.

http://www.ihit.pt/new/fortes/graciosa.php

 Print the Related links

Contribution

Updated at 28/10/2015 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contributions with medias: Carlos Luís M. C. da Cruz (1).


  • Fort of Carapacho


  • Fortin





  • Portugal


  • Missing

  • Monument with no legal protection





  • Disappeared

  • 210,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Portugal
    State/Province: Autonomous Region of Azores
    City: Santa Cruz da Graciosa



  • Lat: 39 -1' 22''N | Lon: 27 57' 49''W




  • 1595 (c.) - 3 peças de artilharia antecarga, de alma lisa.






Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Fort of Carapacho