Fortim de Santo António da Calheta

Calheta, Autonomous Region of Azores - Portugal

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (1)

Images (1)

O “Fortim de Santo António”, comumente referido como “Forte de Santo António”, localizava-se na freguesia e concelho da Calheta, costa sul da ilha de São Jorge, na Região Autónoma dos Açores, em Portugal.

No centro da vila, sobre uma pequena elevação junto ao mar - conhecida como "Torreão" -, constituiu-se em uma fortificação destinada à defesa deste ancoradouro contra os ataques de piratas e corsários, outrora frequentes nesta região do oceano Atlântico. Cooperava com o forte do Espírito Santo e o de São João Baptista para esse fim.

História

Foi erguido no contexto da Guerra da Sucessão Espanhola (1701-1714), entre 1708 e 1710, (PEREIRA, 1987:128) e pode ser uma das estruturas genericamente referidas pelo marechal Castelo Branco na relação "Fortificações nos Açores existentes em 1710" como "Os quatro Redutos do Porto da Calheta.". (Arquivo dos Açores, vol. IV, 1882, p. 180) As demais estruturas então referidas na Calheta eram o Forte da Preguiça, o Forte do Espírito Santo e o Forte de São João Baptista.

Encontra-se relacionado nos Autos de Vistoria efetuados pela Câmara Municipal da Calheta por ordem superior, em 20 de maio de 1801. (PEGO, 1998:183)

A "Relação" do marechal de campo Júlio José Fernandes Basto, 1.º barão de Basto, comandante da 10.ª Divisão Militar (Açores), em 1862 assinalou que se encontrava em grande ruína e abandonado desde longos anos. (BASTO, 1997:267)

O “Tombo” de 1885 dá conta de que se encontrava em completas ruínas, e que à época servia como lavadouro público, alimentado pelas sobras das águas de um chafariz que lhe ficava próximo. (PEGO, 1998:184)

Em 1912 foi cedido à Câmara. (REZEDES, 2009)

Em 1938, desocupado e em péssimo estado, foi entregue ao Ministério das Finanças. (REZENDES, 2009)

Em nossos dias restam apenas vestígios da antiga estrutura.

Características

Exemplar de arquitetura militar, abaluartado, na cota de 10 metros acima do nível do mar.

De pequenas dimensões, no desenho que acompanha o "Tombo" de 1885 apresentava planta semicircular, acreditando-se que montava uma peça que jogava à barbeta. Pelo lado de terra, erguia-se o lavadouro público.

  • Fortim de Santo António da Calheta

  • Forte de Santo António

  • Fortin

  • Between 1708 and 1710 (AC)




  • Portugal


  • Ruins Badly Conserved

  • Monument with no legal protection





  • Ruins

  • 340,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Portugal
    State/Province: Autonomous Region of Azores
    City: Calheta



  • Lat: 38 -37' 60''N | Lon: 28 0' 55''W










Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Fortim de Santo António da Calheta