Casa Forte do Cuó

Caicó, Rio Grande do Norte - Brazil

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (2)

Images (2)

A Casa Forte do Cuó, hoje em ruínas, foi construída na ribeira do Acauã (atual rio Seridó), na cidade de Caicó, no estado do Rio Grande do Norte, Brasil.



História

A Casa Forte do Cuó está ligada ao período da interiorização do povoamento colonizador na capitania do Rio Grande, após a retirada dos holandeses na metade do século XVII, quando a Coroa portuguesa iniciou a ocupação colonizadora do espaço dos sertões do Estado do Brasil com as frentes de colonização ligada à expansão da criação de gado. Os tapuias eram tradicionais inimigos dos portugueses, e em razão desse fato, estes mesmos colonizadores fizeram uso de unidades militares de apoio e consolidação de conquista territorial, sendo a Casa Forte do Cuó um importante exemplo dessa estratégia. Neste contexto, o coronel Antônio de Albuquerque da Câmara, senhor de terras e capitão de ordenanças, tratou de construir uma casa forte, por volta de 1680, para servir de aquartelamento às tropas sob o seu comando e como base física de operações contra os tapuias (Guerra dos Bárbaros). Escolheu assim um ponto muito adequado, capaz de controlar a circulação de pessoas que porventura ocorresse nos rios Acauã (hoje o trecho é considerado como sendo o rio Seridó), Quipauá (atualmente Barra Nova) e Sabugi. Em torno da casa forte ficavam acampadas as tropas empregadas no combate aos indígenas (SILVA, 2010: 280-283).

No final da década de 1680, os ocupantes da casa forte foram dizimados e a edificação foi queimada e destruída pelos índios tapuias. A construção foi quase totalmente desfeita no século seguinte para que as estruturas remanescentes ali existentes servissem de matéria prima para a construção da primeira capela que deu origem à povoação, depois Vila, e finalmente cidade de Caicó (SILVA, 2010: 332-335).



Arquitetura

O sitio histórico do Cuó é formado por três estruturas remanescentes em ruínas (praticamente ao nível de alicerces apenas), podendo uma delas tratar-se de construção mais contemporânea, a segunda uma antiga capela e a terceira a casa forte propriamente dita. Pelas características construtivas, os vestígios da capela podem remeter ao século XVII ou XVIII. Tratar-se-ia de uma estrutura remanescente da casa forte que fora utilizada para a edificação da capela ou que a mesma tenha sido edificada em seus arredores. A terceira estrutura apresenta argamassa de matriz areno-argilosa que serviu para o assentamento de grandes blocos de pedras (gnaisse, xisto e granito) e tijolos de adobe. Pela técnica construtiva trata-se da estrutura remanescente da verdadeira casa forte   (SILVA, 2010: 319-321).

Em 2008 foi realizado um importante trabalho de pesquisa arqueológica, coordenado por Roberto Airon Silva, utilizada posteriormente em sua tese de doutoramento (publicada em 2010), e que se constitui no trabalho mais detalhado realizado sobre essa estrutura defensiva (ver conteúdo integral dessa publicação na bibliografia relacionada listada abaixo nessa página).



 

Related bibliography 


 Print the Related bibliography

Contribution

Updated at 13/05/2016 by the tutor Roberto Tonera.

Contributions with medias: Roberto Tonera (2).


  • Casa Forte do Cuó


  • Fort House

  • Between 1680 and 1690 (AC)




  • Portugal


  • Abandoned Ruins
    A estrutura remanescente da casa forte foi parcialmente destruída pela retirada de material rochoso que se encontra amontoado à sua frente. Esta parede encontra-se exposta à ação dos agentes naturais de desgaste em especial à ação das chuvas torrenciais que acontecem em períodos de certa irregularidade. Além de ser alvo da retirada de material rochoso é de conservação mais difícil, pois requer trabalhos de consolidação estrutural, contenção da erosão e recomposição de argamassa (SILVA, 2010: 321).






  • Ruins

  • ,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Rio Grande do Norte
    City: Caicó

    A Casa Forte do Cuó foi construída na ribeira do Acauã (hoje o trecho é considerado como sendo o rio Seridó), Quipauá (atualmente Barra Nova) e Sabugi. Tal ponto estratégico corresponderia ao sítio Penedo, atualmente um bairro na cidade de Caicó, no estado do Rio Grande do Norte (SILVA, 2010: 283).


  • Lat: 6 27' 50''S | Lon: 37 5' 1''W


  • O sitio histórico do Cuó está implantado em um amplo lajedo rochoso com situação topográfica privilegiada. Dele se descortina toda a paisagem formada pela depressão do maciço da Borborema. A paisagem é pontuada por outros lajedos menores e pelo curso do rio Acauã. Desse ponto também se divisa a cidade de Caicó e a torre de sua igreja matriz. Por sua condição topográfica deve ter sido de fácil defensão em períodos de sítio inimigo (SILVA, 2010: 308).




  • Em 2008 foi realizada pesquisa arqueológica no sítio histórico respaldada pela portaria de autorização de n°. 17, publicada no Diário Oficial da União do dia 27 de maio de 2008. Estes trabalhos foram desenvolvidos no mês de julho de 2008, sob a responsabilidade de Roberto Airon Silva, e, da mesma forma que a Casa Forte de Pium, os trabalhos de campo foram complementados com análises de laboratório dos dados colhidos do registro arqueológico dos materiais e demais vestígios de atividade (SILVA, 2010: 302).




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Casa Forte do Cuó