Forte da Ponta do Anel

Rio de Janeiro, Rio de Janeiro - Brazil

O "Forte da Ponta do Anel" localizava-se na ponta do Anel, fronteiro à ilha de Cotunduba, no atual bairro do Leme, na cidade e estado do Rio de Janeiro, no Brasil.

História

De acordo com SOUZA (1885), o Vice-rei D. Luís de Almeida Portugal (1769-1779), fez levantar várias fortificações para a defesa ao sul da barra da baía de Guanabara, reforçadas à época da Independência do Brasil (1822). Na praia de Copacabana o autor relaciona os seguintes pontos: o desfiladeiro do Leme, o forte abaixo deste desfiladeiro, a ponta da Vigia, e a ponta do Anel. Todos estes pontos teriam sido desarmados e desguarnecidos durante o Período Regencial (op. cit., p. 112), através do Decreto de 24 de Dezembro de1831.

No contexto da Questão Christie (1862-1865), o mesmo autor informa que, em 1863, foram projetadas e tiveram início, duas obras nos lados da ponta do Anel:

• uma com o nome "Guanabara" (Forte Guanabara), fronteira à ilha de Cotunduba, onde existiam vestígios de antigas trincheiras, destinada a cruzar fogos com a Fortaleza de Santa Cruz da Barra; e

• outra no lugar da antiga Vigia ou Espia (Forte da Ponta da Vigia), para varrer com a sua artilharia a "extensa praia" (atuais praia do Leme e de Copacabana).

A fortificação do Leme, efetivamente, encontra-se relacionada entre as defesas do setor sul ("Fortificações de Copacabana") no "Mapa das Fortificações e Fortins do Município Neutro e Província do Rio de Janeiro" de 1863, no Arquivo Nacional (CASADEI, 1994/1995:70-71).

Ambas as obras haviam sido suspensas, defendendo o autor, à época (1885), a sua conservação, retomada e conclusão (op. cit. p. 112).

Parece correto considerar que o chamado Forte do Anel fosse parte integrante das obras de defesa do Forte da Vigia (vedando-lhe o acesso marítimo pela retaguarda), reforçadas no contexto da Questão Christie, e abandonadas logo após por restrições orçamentárias. No local, atualmente de difícil acesso pela encosta do Forte do Leme, restam apenas vestígios de antigas fundações, que carecem de pesquisa arqueológica e documental.

Bibliografia

CASADEI, Thalita de Oliveira. "Paraty e a Questão Christie - 1863". RIHGRJ. Rio de Janeiro: 1994/1995. p. 68-71.

  • Forte da Ponta do Anel

  • Forte do Anel

  • Fort

  • 1769 (AC)



  • Luís de Almeida Portugal Soares de Alarcão d'Eça e Melo Silva Mascarenhas (2º Marquês de Lavradio)

  • Portugal


  • Missing

  • Monument with no legal protection





  • Disappeared

  • ,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Rio de Janeiro
    City: Rio de Janeiro



  • Lat: 22 57' 36''S | Lon: 43 9' 37''W










Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Forte da Ponta do Anel