Philip V of Spain

France

Filipe V de Espanha (Versailles, 19 de dezembro de 1683 - Madrid, 9 de julho de 1746) governou de 16 de novembro de 1700 até à sua morte, com uma breve interrupção, entre 16 de janeiro e 5 de setembro de 1724, quando abdicou em favor de seu filho Luís I de Espanha que, entretanto, faleceu prematuramente, vítima de varíola, a 31 de agosto de 1724.

Conhecido como Filipe de Anjou antes da sua ascensão ao trono espanhol, era neto de Luís XIV de França. Sucedeu o último monarca da Casa de Áustria, o seu tio-avô Carlos II de Espanha, tornando-se o primeiro da Casa de Bourbon na Espanha. O seu reinado de 45 anos e 3 dias (em dois períodos separados) é o mais longo na história do país. Governou ainda os reinos de Nápoles (até 1707) e da Sicília (até 1713).

As demais potências europeias receavam a união da França e da Espanha, dois estados muito poderosos, tanto quanto a França temia uma reunião da Espanha e da Áustria, de novo comandada por um Habsburgo. Desses receios eclodiu a Guerra da Sucessão de Espanha (1701-1713/1715), motivado pela sucessão de Carlos II de Espanha, que morrera sem filhos, mas designara como sucessor o neto de Luís XIV, que era filho de sua meia-irmã mais velha. O imperador Leopoldo I da Áustria, parente próximo do falecido rei, julgando-se com direito ao trono da Espanha, iniciou as hostilidades.

Embora Filipe V tivesse saído vencedor do conflito, e permanecido como monarca, teve que ceder à Grã-Bretanha a ilha de Minorca, nas Baleares, assim como o rochedo de Gibraltar e, aos Habsburgo da Áustria, os Países Baixos Espanhóis. A perda desses territórios marcou o início do declínio espanhol na Europa, por oposição ao da França, agora senhora praticamente incontestada do Continente Europeu, e da Grã-Bretanha, que dominava as rotas do comércio mundial.

Na América do Sul, particularmente na bacia do Prata, insistiu em que se deviam fundar povoações onde hoje se situam Montevideu e Maldonado. A política da Coroa Espanhola era a de tentar libertar-se da dependência comercial britânica, combatendo o contrabando com o apoio de novas praças-fortes na região. Desse modo, em 1717 deu-se início à etapa pré-fundacional de Montevideu, tendo Filipe V determinado a Bruno Mauricio de Zabala, governador de Buenos Aires, que fortificasse a baía de Montevideu para afastar a presença inglesa.

Contribution

Updated at 02/04/2016 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Character > Philip V of Spain