Rui de Pina

Portugal

Rui de Pina (Guarda, 1440-1522) foi um cronista português.

Esteve ligado aos principais acontecimentos do reinado de D. João II, de quem foi historiador e testamenteiro. Foi homem político, tendo sido encarregue de diversas missões diplomáticas, sobretudo junto aos reis de Castela e da Santa Sé.

 Já no reinado de D. Manuel I, foi nomeado cronista-mor do reino e guarda-mor da Torre do Tombo, ficando conhecido pelas várias crónicas de reis que redigiu: para além da de D. João II, escreveu a de D. Sancho I, D. Afonso II, D. Sancho II, D. Afonso III, D. Dinis, D. Afonso IV, D. Duarte e D. Afonso V. No entanto, a autoria destas crónicas é alvo de controvérsia entre os estudiosos, sendo de crer que se tenha inspirado em grande parte nas crónicas já existentes, sobretudo as de Gomes Eanes de Zurara, que terá recompilado e reutilizado. Escreveu sob a forma de anais, em estilo seco e despojado, limitando-se nas suas crónicas à enumeração dos grandes feitos político-militares da Coroa. Curiosamente, as viagens de descobrimento merecem pouco destaque nas suas crónicas, mesmo na crónica de D. João II, em que a viagem de Bartolomeu Dias(1488) sequer é referida.

É pai do também  cronista-mor do reino e guarda-mor da Torre do Tombo, Fernão de Pina.

Contribution

Updated at 29/06/2019 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Character > Rui de Pina