Roumeli Hissar Castle

Istanbul, Istanbul - Turkey

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (3)

Images (3)

O “Castelo da Rumélia” (em turco: “Rumeli Hisarı”) localiza-se no distrito de Sarıyer, em Istambul, na Turquia.

A fortificação dá nome ao bairro em que se inscreve.

História

Dada a importância estratégica do estreito do Bósforo para a defesa de Constantinopla, os sultões otomanos fizeram construir uma fortificação em cada uma de suas margens, no trecho em que são mais próximas:

- do lado asiático, “Anadolu Hisarı”, erguida entre 1393 e 1394 pelo sultão Bayezid I; e,

- do lado europeu, “Rumeli Hisarı”, erguida entre 1451 e 1452 pelo sultão Maomé II, “o Conquistador” (1444-1446, 1451-1481), com a função de assegurar o controlo do tráfego naval no Bósforo, vital especialmente para os genoveses de Gálata, aliados dos bizantinos, os quais tinham colónias no mar Negro, como Caffa (atual Teodósia), Sinop e Amasra, das quais poderiam vir reforços para a defesa da capital bizantina contra o cerco otomano que acabou por resultar na queda de Constantinopla (29 de maio de 1453).

Em uma tentativa anterior para conquista da cidade, o sultão Murad II (1404-1451), pai de Maomé II, teve dificuldades devido a um bloqueio do Bósforo pela frota bizantina. Desse modo, a necessidade de uma fortificação fronteira a Anadolu Hisarı era estratégica para os otomanos. No local havia existido primitivamente uma fortificação romana, posteriormente utilizada como prisão por bizantinos e por genoveses, sucedida por um mosteiro.

Como preparação para a conquista de Constantinopla, Maomé II deu início à construção da fortificação imediatamente após a sua segunda ascensão ao trono (1451), tendo declinado o apelo à paz pelo imperador bizantino Constantino XI (1404-1453), que anteviu a intenção do sultão. Os trabalhos tiveram início a 15 de abril de 1452, tendo sido inspecionados pessoalmente pelo sultão. Com o recurso a 3 mil pedreiros e trabalhadores, foi concluída em 31 de agosto de 1452, em um tempo recorde de 4 meses e 16 dias.

Após a conquista de Constantinopla, a fortificação foi utilizada como prisão pelos Otomanos.

No âmbito das comemorações dos 500 anos da conquista de Constantinopla (1953) a fortificação sofreu uma extensa intervenção de conservação e restauração, requalificada desde então como um museu.

Atualmente é utilizada como museu e teatro estival, onde todos os Verões se apresentam concertos de artistas turcos famosos.

Características

Exemplar de arquitetura militar, islâmica, em uma pequena colina no lado europeu do trecho onde o Bósforo é mais estreito (c. 600 metros).

Apresenta planta poligonal irregular, com cerca de 250 metros de comprimento por 125 metros de largura, dominada por três poderosas torres de planta circular dispostas duas pelo lado de terra e uma sobre o mar. Outras torres menores adossam-se às muralhas.

As torres principais receberam o nome dos três vizires de Maomé II:

- Çandarlı Halil Pasha, que construiu a grande torre junto à porta;

- Zağanos Pasha, que construiu a torre sul; e

- Sarıca Pasha, que construiu a torre norte.

Esta última apresenta planta circular com 23,30 metros de diâmetro, com paredes de 7 metros de espessura, elevando-se a 28 metros de altura, dividida internamente em 9 pavimentos. Em nossos dias é denominada como Torre Fatih (“o Conquistador”), cognome de Maomé II.

Em 1830, as três grandes torres foram dotadas com telhados pontudos de chumbo.

Contribution

Updated at 11/11/2020 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contributions with medias: Carlos F. Vieira Romão (1), Carlos Luís M. C. da Cruz (2).


  • Roumeli Hissar Castle

  • Rumeli Hisarı

  • Castle

  • 1451 (AC)

  • 1452 (AC)



  • Turkey


  • Restored and Well Conserved






  • Historical museum

  • ,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Turkey
    State/Province: Istanbul
    City: Istanbul



  • Lat: 41 -6' 55''N | Lon: 29 -4' 38''E










Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Roumeli Hissar Castle